Para utilizar o GIT num servidor que possui cPanel/WHM é muito fácil e não precisa de instalações customizadas via SSH e de acesso ROOT.

A partir da versão v56 o cPanel passou a incluir nativamente o GIT em seus arquivos, mas para executá-lo é necessário incluir o path (caminho) completo do sistema, não devendo ser digitado somente ‘git‘, mas sim: /usr/local/cpanel/3rdparty/bin/git

Lembrando que para executar este comando é necessário utilizar o SSH, ou seja, acessar a hospedagem do site pelo programa PuTTy ou Terminal.

Dica: para conseguir rodar o GIT somente digitando o comando ‘git’ (sem o caminho completo), digite em sua sessão:

export PATH=$PATH:/usr/local/cpanel/3rdparty/bin

Com isso, você irá conseguir usar o GIT normalmente em seu serviço sem dificuldades!

Você pode usar uma página phpinfo() para visualizar as informações do PHP que está sendo utilizado em seu site.

Este arquivo gera uma grande quantidade de informações, tais como:

  • informações sobre as opções de compilação do PHP e extensões
  • versão do PHP
  • informação do servidor e ambiente (se compilado como um módulo)
  • ambiente PHP
  • informações sobre a versão do sistema operacional, caminhos, valores principais e locais das opções de configuração
  • cabeçalhos HTTP
  • licença PHP
  • Como cada sistema está configurado de forma diferente, o phpinfo() é frequentemente usado para verificar as definições de configuração do PHP e as variáveis predefinidas no sistema, facilitando assim encontrar erros de carregamento de módulos, funções e também confirmar compatibilidade antes de uma migração.

    O phpinfo() também é uma ferramenta de depuração valioso, uma vez que contém todos os dados EGPCS (Ambiente, GET, POST, Cookie, e Server).

    Para criar um arquivo phpinfo, abra um arquivo de texto, adicione as seguintes linhas, e salve:

    Nome do arquivo: infophp.php

    Faça o upload do arquivo para o servidor. Você deve enviar seu arquivo para o diretório exato que você deseja testar. Um exemplo é o diretório HOME padrão do seu site, que em nossos servidores é comumente /home/seuusuario/public_html. Enviando para o diretório padrão HOME, você só precisa acessar o phpinfo usando a URL de seu site, como http://www.seudominio.com.br/infophp.php, substituindo seudominio.com.br com o seu nome de domínio.

    Neste arquivo, você pode visualizar todas as informações do PHP do servidor de seu site.

    Exemplo do erro:

    Fatal error: Allowed memory size of 67108864 bytes exhausted (tried to allocate 28536964 bytes) in /home/usuario/public_html/system/library/image.php on line 32

    Algumas vezes, em situações raras e específicas, você poderá ter um erro de Out-of-memory no PHP. Eles são um dos problemas mais comuns e difíceis de correção que desenvolvedores PHP encontram – especialmente com aplicações que processam grandes quantidades de dados – graças a configurações de memória padrão relativamente conservadoras do PHP. Na verdade, existem mais de 1.300 questões relacionadas com erros de memória PHP sozinho Stack Overflow.

    Em 98% do tempo esse erro vem de carregar mais na memória do que o PHP está configurado para trabalhar num processo.

    Para fazer estas operações, é muito fácil.

    Acesse o cPanel da conta que deseja alterar a versão, na seção ‘Software’ e clique em ‘Select PHP Version’. Dentro da página, em ‘Versão do PHP’, selecione a versão desejada e clique em ‘Set as Current’. Após isto, selecione no canto direito a opção ‘switch to php options’ e procure por ‘memory_limit’, clique na opção e selecione o limite desejado e em seguida salve.