Nossos planos de Revenda de Hospedagem possuem diferentes características e localidades para atender a todas as necessidades.

Possuímos 3 tipos de planos:

– (1) Revenda de Hospedagem em Cloud SSD
– (2) Revenda de Hospedagem cPanel no Brasil
– (3) Revenda de Hospedagem cPanel no Canadá

Plano 1: utiliza o que há de melhor em infra estrutura: data center ALOG/Equinix SP2 em São Paulo, equipamentos Dell com processadores Xeon E5 de última geração, servidor de armazenamento (storage) Dell Equalogic, switches Force10 e muito mais. Além disso utilizamos SSD para gravar e ler os dados de bancos de dados e arquivos dos seus sites.
Assim, a velocidade de acesso dos sites e estabilidade da estrutura é muito rápida e estável, permanecendo constante mesmo em situações de carga extrema. Todos planos incluem o cPanel/WHM.

Plano 2: os planos não são alocados em servidores na nuvem (Cloud) mas sim dedicados. Os dispositivos de armazenamento são HD’s SATA ou SAS, não tão rápidos quanto SSD mas mesmo assim fornecem ótima velocidade de acesso aos sites já que o data center é localizado no Brasil também. Todos planos incluem o cPanel/WHM.

Plano 3: a estrutura (servidores, aplicativos disponíveis no cPanel, etc.) é a mesma do Plano 2 (cPanel no Brasil), entretanto, os servidores estão alocados no data center OVH, que fica localizado no Canadá. Todos planos incluem o cPanel/WHM.

Prezado (futuro) cliente!

Agradecemos por seu interesse em nosso serviço de Revenda cPanel no Brasil! Entretanto, devido a um problema logístico das peças de nossos novos servidores em nosso escritório, acabamos ficando sem espaço para novas contas em nosso data center (São Paulo). Estamos com os novos servidores prontos para montagem, testes e homologação em nosso escritório, mas falta ainda componentes que estão sendo trazidos pela Fedex para o Brasil.

Tão logo eles cheguem para nós, iremos iniciar a bateria de configuração e homologação para então enviarmos as máquinas para o data center.

Estimamos que todo este processo leve entre 3-5 semanas.

Lembre-se de conhecer também nossos planos de Revenda de Hospedagem Cloud com armazenamento em SSD, que também são alocados no Brasil! Clique aqui para conhecer.

Olá!

Nós aumentamos ainda mais a segurança em nossa plataforma de gerência de servidores, clientes e sistemas. Finalizamos a implementação de cartões de acesso em nosso escritório e agora para poder acessar qualquer sistema, servidor, chamados e plataformas, é necessário que seja inserido na leitora de cartões um cartão com CHIP e inserir a senha de acesso. Além disso, há restrição de acesso em nossas plataformas de gerência para somente nosso escritório na cidade de Taquara. É claro que não acaba por aí: os servidores possuem chaves privadas para acessar os servidores que mudam à cada 48h, assim como a senha de cada uma.

Confira algumas fotos! https://www.flickr.com/photos/124501299@N02/

Cartão de acesso para funcionários

Agora a LoopHOST oferece, sem nenhum custo adicional, a ferramenta Let’s Encrypt nos clientes de Revenda Cloud SSD!

Com ela, você poderá gerar para todos seus clientes de hospedagem, direto do cPanel deles, um certificado SSL grátis.

Não há nenhum custo de geração do certificado ou de renovação! Só gerar através da interface super simples e fácil de usar e você estará pronto.

Estamos a disposição em caso de qualquer dúvida.

Para utilizar o GIT num servidor que possui cPanel/WHM é muito fácil e não precisa de instalações customizadas via SSH e de acesso ROOT.

A partir da versão v56 o cPanel passou a incluir nativamente o GIT em seus arquivos, mas para executá-lo é necessário incluir o path (caminho) completo do sistema, não devendo ser digitado somente ‘git‘, mas sim: /usr/local/cpanel/3rdparty/bin/git

Lembrando que para executar este comando é necessário utilizar o SSH, ou seja, acessar a hospedagem do site pelo programa PuTTy ou Terminal.

Dica: para conseguir rodar o GIT somente digitando o comando ‘git’ (sem o caminho completo), digite em sua sessão:

export PATH=$PATH:/usr/local/cpanel/3rdparty/bin

Com isso, você irá conseguir usar o GIT normalmente em seu serviço sem dificuldades!

Você pode usar uma página phpinfo() para visualizar as informações do PHP que está sendo utilizado em seu site.

Este arquivo gera uma grande quantidade de informações, tais como:

  • informações sobre as opções de compilação do PHP e extensões
  • versão do PHP
  • informação do servidor e ambiente (se compilado como um módulo)
  • ambiente PHP
  • informações sobre a versão do sistema operacional, caminhos, valores principais e locais das opções de configuração
  • cabeçalhos HTTP
  • licença PHP
  • Como cada sistema está configurado de forma diferente, o phpinfo() é frequentemente usado para verificar as definições de configuração do PHP e as variáveis predefinidas no sistema, facilitando assim encontrar erros de carregamento de módulos, funções e também confirmar compatibilidade antes de uma migração.

    O phpinfo() também é uma ferramenta de depuração valioso, uma vez que contém todos os dados EGPCS (Ambiente, GET, POST, Cookie, e Server).

    Para criar um arquivo phpinfo, abra um arquivo de texto, adicione as seguintes linhas, e salve:

    Nome do arquivo: infophp.php

    Faça o upload do arquivo para o servidor. Você deve enviar seu arquivo para o diretório exato que você deseja testar. Um exemplo é o diretório HOME padrão do seu site, que em nossos servidores é comumente /home/seuusuario/public_html. Enviando para o diretório padrão HOME, você só precisa acessar o phpinfo usando a URL de seu site, como http://www.seudominio.com.br/infophp.php, substituindo seudominio.com.br com o seu nome de domínio.

    Neste arquivo, você pode visualizar todas as informações do PHP do servidor de seu site.

    Exemplo do erro:

    Fatal error: Allowed memory size of 67108864 bytes exhausted (tried to allocate 28536964 bytes) in /home/usuario/public_html/system/library/image.php on line 32

    Algumas vezes, em situações raras e específicas, você poderá ter um erro de Out-of-memory no PHP. Eles são um dos problemas mais comuns e difíceis de correção que desenvolvedores PHP encontram – especialmente com aplicações que processam grandes quantidades de dados – graças a configurações de memória padrão relativamente conservadoras do PHP. Na verdade, existem mais de 1.300 questões relacionadas com erros de memória PHP sozinho Stack Overflow.

    Em 98% do tempo esse erro vem de carregar mais na memória do que o PHP está configurado para trabalhar num processo.

    Para fazer estas operações, é muito fácil.

    Acesse o cPanel da conta que deseja alterar a versão, na seção ‘Software’ e clique em ‘Select PHP Version’. Dentro da página, em ‘Versão do PHP’, selecione a versão desejada e clique em ‘Set as Current’. Após isto, selecione no canto direito a opção ‘switch to php options’ e procure por ‘memory_limit’, clique na opção e selecione o limite desejado e em seguida salve.

    Na LoopHOST você poderá escolher entre mais de 9 versões diferentes do PHP, tudo através do seu painel de controle. A versão padrão do sistema não possui alguns módulos habilitados, como o ZIP, e você poderá receber erros como ‘call to undefined function zip_open()’ quando esta função for necessária.

    Para fazer estas operações, é muito fácil.

    Acesse o cPanel da conta que deseja alterar a versão, na seção ‘Software’ e clique em ‘Select PHP Version’. Dentro da página, em ‘Versão do PHP’, selecione a versão desejada e clique em ‘Set as Current’. Após isto, selecione a opção ‘ZIP’ e clique no botão ‘Salvar’.

    Pronto, o PHP já estará habilitado em sua hospedagem.

    Imagens:

    Passo 1:

    Imagem 1

    Passo 2:

    Passo 2

    É muito comum erros impossibilitando acesso à administração do Magento, ícones de exclusão de categorias e itens não aparecendo e erros diversos.

    Isto normalmente ocorre porque o Magento não ‘se da muito bem’ com o ModSecurity, uma ferramenta ‘WAF’ (website application firewall) que tem como intenção inibir tentativas de hackers e proteger a integridade do site e bancos de dados. Contudo, ele não se comunica muito bem com o Magento e às vezes problemas ocorrem de compatibilidade.

    A forma mais simples de resolver este problema por enquanto é acessando seu cPanel, indo na seção ‘segurança’ e acessando ‘mod security’. Lá, você verá a opção de ‘desabilitar’ o ModSecurity de cada domínio de sua conta de hospedagem (o principal, subdomínios e também de domínios complementares).

    Em caso de dúvidas nosso suporte está pronto para lhe ajudar.